terça-feira, 30 de junho de 2009

BAZAR VEGANO DE INVERNO

BAZAR VEGANO DE INVERNO, dia 5 de julho (domingo), das 10 às 19h, em São Paulo! Entrada franca!

Expositores que estarão presentes no Bazar Vegano (em ordem alfabética):

- ANDA (bottons, camisetas)

- Ativeg (camisetas, adesivos)

- Ativismo.com (DVDs, livros, camisetas, bolos)

- Azul Banana (roupas, acessórios)

- Blousnii (bolsas, cosméticos, bijouterias, artesanato, bonecos)

- Culinária Vegetariana (chocolates, livros, camisetas)

- Focinhos Gelados (bolsas, blocos de rascunho, jogos, cosméticos Ecologie)

- Germinar (cosméticos)

- Instituto Nina Rosa (CDs, DVDs, livros, camisetas)

- in.ven.to (bolsas, almofadas, toys em tecido)

- J’adore Mes Amis (camisetas, cachecóis)

- Mocuishle (bolsas, lixeiras para carro, carteiras, necessaires, porta moedas)

- Quintal de São Francisco (camisetas, artesanato em material reciclado)

- Regina Nery (bolsas, camisetas)

- Revista dos Vegetarianos (revistas)

- Revolução da Colher (revistas, chaveiros, bottons, DVDs, camisetas, pão da paz)

- Sampa Amazônia (cosméticos)

- Semente de Idéias (absorventes reutilizáveis, fanzines, livros, bottons, patches, revistas)

- Siunka (camisetas, sabonetes, adesivos, cachecóis, bolsas)

- Surya (cosméticos)

- Tabla Vegana (cartões, sabonetes, roupas para cães, chaveiros, colares, bolsas)

- Veddas (camisetas, adesivos, canetas, cosméticos, revistas, livros)

EXPOSIÇÃO: “O Nascimento da Revolução da Colher”, com desenhos de Seva Kunja.

A exposição tem como temática os maus-tratos praticados contra os animais, e procura despertar a consciência do público através da inserção do ser humano em situações que são geralmente vivenciadas por animais de outras espécies (vítimas do especismo exercido pelos humanos).

Com cerca de 50 desenhos, produzidos entre 2005 e 2006, a coleção já foi vista na Bahia, em Belém e em algumas cidades de São Paulo. Reproduções dos originais foram expostas no Chile, Peru, Hungria, Alemanha e Estados Unidos.

Seva Kunja faz parte do grupo Revolução da Colher, surgido na Colômbia e que hoje está presente em 24 países. O grupo divulga o vegetarianismo, através da arte, para grupos sociais que desconhecem este modo de viver.


CARDÁPIO: samosas (doces e salgadas), hambúrguer, esfihas, pão de queijo vegano, paella, bolos, pudim de leite condensado de soja, chás, chocolate quente, capuccino, sucos, Mupys, chocolates Genevy

LOCAL: Rua Diogo Moreira, 316 - Pinheiros - São Paulo

Fica próximo da Faria Lima, Shopping Eldorado e da estação Hebraica-Rebouças.

Mapa do local: http://migre.me/2pnN

http://bazarvegano.blogspot.com/

No Orkut: Bazar Vegano de Inverno

Twitter: twitter.com/bazarvegano

Vitela: um crime hediondo, ou, porque "milk is murder"

"O homem moderno toma o Ser em sua inteireza como matéria-prima
para a produção e submete a inteireza do mundo-objeto
à varredura e à ordem da produção".
Martin Heidegger

Segundo Paul Kingsnorth (2001), a produção industrial de leite é uma das indústrias mais tristes. Quanto mais leite e laticínios são consumidos mais as vacas são tratadas como máquinas de produzir leite para seres humanos. De acordo com o grupo PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), cerca de metade das vacas americanas vive em fazendas de produção intensiva. Passam suas vidas em alojamentos de concreto, ligadas a máquinas de ordenhar que, não raro, lhes dão choques elétricos. Mastite e infecções bacterianas, comuns em regimes intensivos, freqüentemente deixam resíduos de pus no leite que produzem. Devido à alta demanda por leite, as vacas de hoje produzem o dobro do que produziam há 30 anos e até 100 vezes mais do que produziriam no estado natural. As vacas da década de 1990 viviam apenas cerca de 5 anos, em contraste com os 20 a 25 anos de vida de 50 anos atrás. São entupidas com drogas e químicos para prevenir doenças e aumentar sua produtividade, incluindo o famoso hormônio de crescimento bovino. Os bezerros que são obrigadas a parir regularmente - para estimular a produção de leite - são separados delas em 24 horas. Não tomarão seu leite e serão vendidos como carne. Em 60 dias as vacas serão engravidadas de novo, diz Kingsnorth.

Peter Singer (2002) afirma que a indústria de produção de vitela é a atividade rural intensiva mais repugnante do ponto de vista moral. O termo vitela era reservado aos bezerrinhos abatidos antes do desmame. A carne desses animais muito jovens (macia e pálida porque não comem capim) provinha dos animais indesejados, do sexo masculino, descartados pela indústria leiteira.Um ou dois dias depois do nascimento eles eram levados para o mercado onde, famintos e assustados pelo ambiente estranho e pela ausência das mães, eram vendidos ao matadouro. Na década de 1950 produtores holandeses encontraram uma forma de fazê-los atingir cerca de 200kg (em vez de cerca de 50kg que pesam os recém-nascidos) sem que sua carne se tornasse vermelha ou menos macia. Para isso os animais passaram a viver em condições extremamente antinaturais, confinados em baias de cerca de 56cm x 137cm. Quando pequenos, são acorrentados pelo pescoço para evitar que se virem. O compartimento não tem palha ou qualquer outro tipo de forro onde deitar-se (pois os animais poderiam comê-lo, comprometendo a cor da carne). Sua dieta é líquida, baseada em leite em pó desnatado, vitaminas, sais minerais e medicações que promovem o crescimento. Assim vivem durante cerca de quatro meses, até o abate. Nessa vida miserável, mal podem deitar-se ou levantar-se. Tampouco podem virar-se. Os bezerrinhos sentem uma falta imensa de suas mães. Também sentem falta de alguma coisa para sugar, uma necessidade tão forte quanto nos bebês humanos: quando se oferece um dedo ao bezerro ele começa a chupá-lo como um bebê humano faz com seus polegares. Entretanto, desde o primeiro dia de confinamento, bebem sua refeição líquida num balde de plástico. Distúrbios estomacais e digestivos são comuns e também a diarréia crônica. O bezerro é mantido anêmico. A carne rosa, pálida, considerada uma iguaria, é na verdade uma carne anêmica. Para que cresçam rapidamente a maioria é deixada sem água, pois isso aumenta o consumo de seu substituto lácteo. A monotonia é outra fonte de sofrimento. Para reduzir a agitação dos bezerros entediados, muitos produtores os deixam no escuro. Assim, os bezerros já carentes de afeição, atividade e estimulação que sua natureza requer, vêem-se privados do contato visual com outros também. Os bezerrinhos mantidos nesse regime são muito infelizes e pouco saudáveis. Isso é o que aconteceu com o seu jantar no tempo em que ele ainda era um animal, diz Singer.

E a vitela no Brasil, como é produzida?

Ainda que nem todas as etapas descritas por Singer e Kingsnorth estejam sempre presentes, a indústria de laticínios e da vitela é marcada pela violação dos corpos das vacas (que são forçadas a engravidar continuamente); pelo seqüestro de seu bebê e o roubo de seu alimento; pela tortura em cativeiro (quando há confinamento do bezerro); e pelo assassinato (já que se trata de morte desnecessária, movida por motivos hedonistas e portanto torpes). O correto, do ponto de vista ético, é a total abolição do consumo de leite e seus derivados.

Leia Mais...

Fonte: Pensata Animal

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Sea Shepherd tem agora poderoso barco para enfrentar baleeiros japoneses

Por: Leonardo Bezerra com informações do EVANA e Brisbane Times

Independentemente dos resultados alcançados pela CBI, Comissão Baleeira Internacional, reunida em Funchal, Ilha da Madeira, Portugal (22 a 26 de junho), uma coisa é certa: os ativistas em defesa dos animais saem da reunião mais que satisfeitos. O que os levou a essa alegria toda talvez não fossem os resultados burocráticos e cheios de interesses, mas sim o anúncio pelo Sea Shepherd, o mais radical defensor das baleias, de que o barco futurista e recordista de circum-navegação Earthrace irá combater os baleeiros japoneses na próxima temporada.

É o barco mais moderno e rápido do mundo. Construído em 2004 na Nova Zelândia com o objetivo de bater o recorde de circum-navegação, é um barco completamente diferente do usual. Possui um design completamente inovador e consome somente biodiesel. Foi feito para superar as condições do mar de maneira completamente diferente, submergindo nas ondas maiores, evitando que a estrutura seja danificada e também perder velocidade. Com 24 metros de comprimento e pesando 23 toneladas quando cheio de combustível, o Earthrace pode navegar com uma tripulação de apenas quatro pessoas. Já foi testado em ondas de mais de 12 metros com ventos de 40 nós e bateu o recorde de circum-navegação em 60 dias, 23 horas e 49 minutos. Com essas qualidades e sua grande velocidade, torna-se um instrumento perfeito para interpor-se entre as baleias e os arpões dos navios japoneses.

Para quem não sabe, o Sea Shepherd, comandado pelo capitão Paul Watson, é a organização em defesa dos animais mais radical do mundo. Enquanto organizações conhecidas como radicais, como o Greenpeace, colam cartazes em lugares inusitados ou navegam com pequenos barcos em frente às baleeiras japonesas, o pessoal do Sea Shepherd simplesmente parte com seus navios para o abalroamento dos navios japoneses, com grande risco e causando milhões em prejuízos aos japoneses, isto sem contar a parte legal, quando as empresas de pesca japonesas tentam processar os ativistas radicais. Assim, quando foi anunciado pela referida entidade que para a próxima temporada de caça será usado o Earthrace, foi mesmo uma grande surpresa e motivo de alegria para os defensores das baleias, pois pelo visto os acordos nunca são respeitados, só restando aos defensores o uso da força.

Quando Paul Watson deu a notícia de que pode adquirir e juntar o Earthrace ao SS Steve Irwin, navio atual, para combater as baleeiras na próxima temporada, foi mesmo uma surpresa. Claro que a notícia foi dada do lado de fora da conferência, pois Watson não pôde entrar nesta. “Nós o usaremos para interceptar e obstruir arpões”, disse o capitão Paul Watson.

O Earthrace perderá sua cor alumínio e será pintado de preto, a cor do Sea Shepherd, e será a mais poderosa arma já vista num movimento de defesa dos animais. Mas, segundo o capitão, o barco em si não será a arma principal, mas sim as câmeras de vídeo usadas para mostrar o pouco caso que os japoneses fazem dos tratados e do mundo. O navio Steve Irwin também receberá tratamento especial para reparos na forma de $500.000, pois saiu danificado em conflitos com os japoneses no início do ano.

Os japoneses que vêm descumprindo a moratória de 1986, caçando todos os anos mais de 800 baleias, alegando sempre a mesma desculpa de “fins científicos”, pediram à Austrália para impedir que o navio Steve Irwin deixe o porto no próximo verão antártico, mas claro que seus argumentos não serão levados em consideração. Japoneses reclamaram ainda da Nova Zelândia com referência ao Earthrace, o que de nada vai adiantar.

Assim, além da já acirrada opinião mundial em defesa das baleias, das inúmeras organizações defensoras, se junta contra essa caça sem sentido e ilegal uma arma poderosa no sentido de cativar ainda mais a opinião mundial, a vontade férrea e a coragem do capitão Paul Watson e o futurístico Earthrace, algo que jamais se esperava que viesse a contribuir para a causa da natureza e da defesa dos animais.

Assista ao vídeo do Earthrace clicando aqui.

Fonte: Anda

Animais exóticos de Michael Jackson teriam sido vítimas de maus-tratos

Um chimpanzé dançarino, quatro girafas e muitos outros animais exóticos: o excêntrico ícone pop Michael Jackson, que faleceu na última quinta-feira (25), deixa, além de uma herança artística impressionante, um enorme legado de animais que mantinha em seu rancho, nos EUA. Para preocupação dos grupos de defesa dos animais, Jackson montou um zoológico particular em Neverland, seu rancho de 1.050 hectares nas colinas de Los Olivos, no estado da Califórnia.

A maior parte dos animais já havia sido levada para diferentes lugares nos últimos anos, à medida que os problemas pessoais e financeiros do ‘rei do pop’ se agravavam. O “mascote” mais famoso de Jackson, o chimpanzé Bubbles – explorado como cobaia em um laboratório médico – foi adotado pelo cantor em 1985, e vive há quatro anos no Centro para Grandes Primatas da Flórida, informou a diretora do refúgio, Patti Ragan. Desde que Bubbles chegou à reserva, Jackson jamais foi visitá-lo e sequer mandava dinheiro para ajudar, disse Ragan à AFP. “Até este momento, todas as doações para o cuidado de Bubbles vieram de pessoas que ajudam o centro. Dependemos de doações”, informou.

No site do refúgio, uma foto de Bubbles ilustra um banner do centro pedindo contribuições. Ragan estimou em 16.000 dólares o custo anual para cuidar de cada primata. Um chimpanzé pode viver até 50 anos. Quando Jackson teve filhos, entregou Bubbles para Bob Dunn, um treinador de animais de Hollywood.

Procurado pela AFP, Dunn não quis fazer comentários, explicando que estava no meio de negociações para dar declarações exclusivas sobre Bubbles. Ao tabloide britânico News of the World, Dunn disse que Jackson considerava o chimpanzé como “seu primeiro filho” e o visitava regularmente, embora não lhe dispensasse um tratamento ético (”emprestar” um amigo para servir de cobaia em experiências médicas não é uma atitude exatamente amorosa). A associação de defesa dos animais Peta denunciou ser muito difícil descobrir o que aconteceu com a maioria dos animais do zoológico de Jackson.

Lisa Wathne, especialista em animais exóticos em cativeiro da Peta, se mostrou particularmente preocupada com dois orangotangos, enviados para um criador particular em Connecticut, e com répteis, acolhidos por um zoológico de Oklahoma. “Acontece com muita frequência, inclusive com as pessoas que têm boas intenções, como certamente era o caso de Michael Jackson, que elas não têm habilidade para cuidar adequadamente desses animais”, lamentou. “E infelizmente, no caso de Michael Jackson, houve problemas financeiros que fizeram com que estes animais fossem espalhados pelo mundo. Para ser franca, não sabemos onde foi parar a maioria deles”.

Em 2006, a Peta apresentou um queixa às autoridades americanas, denunciando que os animais exóticos de Neverland estavam sendo maltratados. Uma inspeção no rancho, no entanto, não encontrou evidência de abusos. Os dois tigres de Jackson, Thriller e Sabu, foram levados para uma reserva animal na Califórnia, dirigida pela ex-atriz Tippi Hedren. A fundação Voices of the Wild, que mantém um refúgio animal no Arizona, adotou as quatro girafas de Neverland, além de vários répteis e aves exóticas, entre elas a arara Rikki, que era considerada a favorita de Michael Jackson. Freddie Hancock, fundador e diretor do grupo sem fins lucrativos, pediu aos fãs do cantor que enviem doações para que o refúgio consiga manter os animais.

Fonte: Anda

Dica de Produto sem CRUELDADE - Bolsa Porquinho


Cores: Verde bandeira

Altura = 39 cm
Largura = 44 cm
Alça = 54 cm

Onde Encontrar: Vegan Pride

Vegetarianismo sustentando a Vida

Descrição:

Quando restringimos o vegetarianismo apenas a uma dieta, amputamos todo o seu lado mais profundo e para o qual essa prática existe: o respeito irrestrito pelos seres vivos em todas as suas formas. Reconhecer que optar por uma dieta vegetariana é, acima de tudo, uma mudança de paradigma, uma ação com sentido de crescimento e um crescimento com senso de evolução.

Maria Laura Garcia Packer é formada em Letras e vem dedicando-se ao Yoga desde 1981, com estudos e aprofundamento na Índia e nos EUA. É professora de Yoga desde 1986 e vegetariana desde 1981. Com profundo conhecimento e prática no vegetarianismo, vem ministrando cursos de alimentação natural e vegetariana desde 1984. Coordena programas de desintoxicação e de vida saudável e cursos sobre esse tema. Participou como palestrante do Congresso Vegetariano Mundial, realizado no Brasil em 2004, e na Índia, em 2006. Fez demonstração da culinária vegana no Congresso Vegetariano Brasileiro e Latino-americano, em 2006. É grande incentivadora na busca de um viver mais conectado com os princípios da ordem cósmica.

Este livro possui 9 capítulos, dos quais 8 tratam sobre visões do vegetarianismo, e no último são apresentadas 108 receitas veganas ilustradas com duas ou mais fotos em cada receita. Étodo ilustrado em cores (não somente as receitas mas também a parte teórica informativa) e contém 152 páginas em papel couché115 g/m².

Onde comprar: Vegan Pride

Restaurante Natureza Pura: novas opções! - Rio Grande do Sul

O restaurante Natureza Pura, em Viamão, além de promover todas as semanas uma feira (ecológica e de artesanato), que acontece todas as quintas-feiras das 8h às 17h, oferece, agora, um delicioso CAFÉ COLONIAL, que acontece todos os sábados das 17h às 19h.

E, agora, mais uma novidade: A NOITE DE CREMES & SOPAS COM MÚSICA AO VIVO. Esta nova empreitada tem início no dia 03 de julho (sexta_ às 19h e seguirá tpdas as sextas como opção para as noites frias de nosso aconchegante inverno sulino.

O buffet de Creme & Sopas é acompanhado por torradinhas, pães & pastas vegetais. Também serão oferecidos vinhos ecológicos e sobremesas, com pagamento à parte.


Natureza Pura
Restaurante Vegetariano, Produtos Naturais e Cafeteria
Rua Mário Antunes da Veiga, 284 - Rio Grande do Sul
(em frente ao Clube dos Casados)
Centro de Viamão
Fone: (51) 34468473
E-mail: n.naturezapura@gmail.com

Oito são detidos por organizar rinha de galo no Interior de SP

Oito pessoas foram detidas em uma casa em Rio Claro, no Interior de São Paulo, onde acontecia competições de rinha de galos. Ao todo, 25 animais foram apreendidos, sendo que alguns deles estavam bastante feridos. As informações são do Bom Dia São Paulo.

A polícia também apreendeu esporas e bicos de aço, colocados nos animais durante as brigas. Depois de prestarem depoimento, os suspeitos foram liberados.

O proprietário do imóvel pode ser condenado a até quatro anos de prisão, além de ter de pagar multa de aproximadamente R$ 1,2 mil por cada galo apreendido.

Fonte: Terra

sábado, 27 de junho de 2009

Fritada de couve-flor ao curry


Pré-aqueça o forno a 400F (ou 200 graus Celsius). Numa frigideira grande, pré-aquecida, salteie 2 xícaras de couve-flor picada, em 1 colher de sopa de óleo de amendoim. Se começar a ficar muito seca, borrife um pouquinho de água. Salteie por uns 10 minutos, até que fique macia e dourada. Adicione 4 dentes de alho picados e salteie por mais uns 5 minutos. Separe.

Abra uma caixinha de tofu firme ou extra-firme (+ou- 500 gramas). Drene e dê uma apertada com as mãos, pra tirar o excesso de água. Numa tigela, esmigalhe o tofu com as mãos por uns 3 minutos, até obter a consistência de ricota. Adicione os seguintes ingredientes e misture bem:

1 colher de sopa de molho de soja, 1 colher de sopa de sumo de limão (meio limão +ou-), 2 colheres (sopa) de curry em pó, 1/2 colher (chá) de cominho em pó, 1/4 de xícara de levedura nutricional, 1 cenoura pequena ralada (você pode ralar com um ralador de mão mesmo, direto em cima da mistura), sal a gosto.

Incorpore a couve-flor ao tofu. Misture tudo muito bem. Ponha um pouquinho de margarina numa fôrma ou panela de ferro rasa (segunda foto) e asse por 20 minutos, até a fritada estar firme e dourada. Deixe esfriar por 3 minutos e vire num prato pra servir.

Fonte: Brazil Nut

POR QUE INCOMODO TANTO?

O especismo é o componente mais cruel do currículo oculto dos lares e escolas.

A cada semana, mês, bimestre a repressão de pais e professores a qualquer ideia ou pessoa que apresente uma opção de vida fora do padrão moral tradicional é intensificada.

Dizem que se uma pessoa (aluno) come ou não carnes a opção é dela, e que eu não posso induzi-la a não consumir.

É interessante notar que essa frase dita repetidamente por pais e docentes — às vezes diretamente a mim, outras por recados ou piadas —, se fundamenta na ideia de que todas as crianças e jovens têm opção de escolher comer ou não cadáveres. Que opção uma criança ou jovem tem se só lhe ofereceram, naturalizando um costume, durante sua curta existência uma única opção: a carne? Ou o leite e seus derivados?

Acredito que eles têm a opção de não optar pela carne, ovos, leite e seus derivados. Mas que para isso tenho que exercer minha função como professor de Filosofia: mostrar que há outros caminhos, na grande maioria das vezes, dentro de uma aparente via de mão única.

O que incomoda mais?

  • Saber que toda minha vida alimentar é uma farsa nutricional para beneficiar uma meia dúzia de empresários?
  • Saber que minha moral, minha ideia de justiça, democracia, paz, não se sustenta perante uma leitura baseada nos princípios fundantes da Ética Prática contemporânea?
  • Saber que meu filho (ou meu aluno) de 15 anos está prestes a tomar a mais coerente das decisões, que é, respeitar a si, os animais não-humanos e os ecossistemas, veganizando-se?

Várias personagens históricas sofreram represálias físicas e psíquicas por incomodar a ordem vigente. Todo aquele que se levantou contra o padrão estabelecido por poucos para manipulação de muitos, incomodou. E responderam por isso. Para citar alguns: Sócrates, Jesus, Gandhi, Luther King... Você pode estar se perguntando se estou me comparando a eles. Não, só os tenho como fonte de inspiração na prática objetora daquilo que não é justo. Que justiça aqui seja entendida no sentido mais amplo possível. Que o círculo da moral seja expandido para abarcar todos os humanos e não-humanos.

Como pode uma pessoa incomodar tanto a tradição familiar e escolar se ela não passa de "um professorzinho que não sabe dar aulas sem passar videozinhos de massacre de animais?"

Esse professor que "defende bichinho", que manipula, doutrina, impõe seu estilo de vida como se o mesmo fosse um modismo, faz tudo isso tendo duas aulas de 50 minutos no 1º ano do ensino médio e uma aula de 50 minutos nos 2º e 3º anos, por semana.

Uma aula por semana? Quatro aulas por mês? Isso é o suficiente para concretizar o dito marxiano "tudo que é sólido se desmancha no ar". A solidez da moral tradicional defendida por pais e professores se volatiliza perante uma aula bem dada sobre a coerência de uma vida livre do consumismo biocida, injusto, antiético dos não-humanos.

Como pode uma pessoa incomodar tanto a tradição familiar e escolar tendo tão pouco tempo (teoricamente) de contato com os adolescentes por semana ou mês? Na teoria o tempo é pouco, mas na prática, como disse acima, é o suficiente para desocultar o currículo especista passado diariamente.

Aos professores veganos cabe o dever moral de incomodar os acomodados, reacionários.

Por que incomodo tanto? Porque represento a revolucionária educação vegana que está só começando.

Fonte: Pensata Animal

Lindos filhotes na Feira dos Anjos dos Bichos‏

Lindos filhotes estarão em nossa Feira de Adoção dos Anjos dos Bichos.

Alameda Madeira 363, no estacionamento do CompreBem de Alphaville, SP.

Não perca a oportunidade de adotar um grande amiguinho.

Estaremos recebendo as doações de: ração, medicamentos, cobertores, caminhas, guias e coleiras, jornal, revistas, gibis e livros infantis.

Para saber como ajudar: www.anjosdosbichos.com

Vocês já conheceram o blog dos Anjos dos Bichos?

www.anjosdosbichosdoacao.blogspot.com

Amigos, nos ajude a ajudar muito mais animais, divulgue nossos emails, nossas feiras, e o nosso site e blog.

Contamos com você.

Anjos dos Bichos

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Ações para o Confinamento de Animais: Mudanças de hábitos

A cada ano aproximadamente 56 bilhões de animais são criados para o consumo humano no mundo. Esse número não inclui os animais aquáticos que também são sacrificados.

Como um consumidor sensível, uma das atitudes mais eficazes que você pode tomar para ajudar os animais é fazer escolhas inteligentes na hora de comer:

• Ao consumir produtos de origem animal, procure saber a procedência das carnes, ovos ou laticínios. Evite produtos provenientes da indústria animal que adota práticas de confinamento intensivo, tais como o uso de gaiolas em bateria na produção de ovos e celas de gestação para porcas. Opte pelas criações animais em menor escala, que tenham padrões significativos de bem-estar animal, esses produtos devem vir com o selo de certificação de produtos que seguem os regras para o bem-estar animal.


• Considere reduzir o consumo de carnes, ovos, ou laticínios. Reserve um dia da semana para comer apenas verduras. Quando você se sentir confortável com essa mudança, pense em adotar outras atitudes para reduzir ainda mais a ingestão de produtos animais.

• Cada um de nós pode ajudar a prevenir o sofrimento destes animais simplesmente ao optar pela dieta vegetariana.

Seja um porta-voz e exija a certificação dos produtos de origem animal


Lembre-se: como consumidor você tem um grande poder. Ao realizar compras em um supermercado ou freqüentar restaurantes, pergunte se as carnes, ovos e laticínios oferecidos são certificados segundo padrões de bem-estar animal. Em caso negativo, peça ao gerente que procure fornecedores que ofereçam esse tipo de produto.

O Brasil conta com um programa terceirizado de certificação de bem-estar animal administrado pela ECOCERT Brasil. Carnes, ovos e laticínios certificados pela ECOCERT Brasil recebem o selo “Certified Humane”.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

40 voluntários vão arriscar a vida para prejudicar frota baleeira japonesa

Quarenta voluntários de todo o mundo vão “arriscar a vida”, entre dezembro (2009) e Março (2010), numa campanha da organização Sea Shepherd Conservation Society para impedir a caça às baleias no mar Antártico, anunciou hoje a instituição. A iniciativa foi divulgada pelo fundador capitão Paul Watson, na 61ª reunião plenária da Comissão Baleeira Internacional que está sendo realizada no Funchal, capital da Ilha da Madeira, Portugal, até sexta-feira (26).
“O nosso objetivo é ir lá e “afundar” a frota japonesa do ponto de vista econômico”, adiantou Watson, realçando que as ações promovidas por esta organização visam pôr os baleeiros nipônicos “fora do negócio”.
Paul Watson salientou que “nos três últimos anos os japoneses não tiveram lucros nesta atividade e o Sea Shepherd quer garantir que este prejuízo se mantenha nos próximos anos, pois é a única linguagem que as pessoas entendem: a perda de lucros.”
Disse ainda que a meta este ano é evitar a morte de 305 baleias pelas frotas do Japão nos mares do sul.
“Vamos operar em desvantagem porque os japoneses querem nos matar. Temos provas. Se nos matarem os seus governos vão arranjar justificativas, por isso temos que utilizar táticas eficazes e divertidas”, argumentou. Paul Watson alertou que a “campanha será perigosa porque os governos do mundo não estão atuando à altura da responsabilidade que têm.”
A campanha, a sexta desenvolvida pelo Sea Shepherd, foi batizada com o nome de “Waltzing Mathilda” e tem como centro um “canguru pirata”, numa homenagem à posição da Austrália em defesa da preservação das baleias. “Seremos cangurus piratas, as crianças gostam de piratas”, disse o capitão Watson.
Ele explica que será uma campanha de pesquisa, “tão legítima como a dos japoneses”, que contornam a moratória que proíbe a caça às baleias argumentando que estão fazendo sob o abrigo da exceção aberta para a investigação científica.
O fundador do Sea Shepherd adiantou ainda que os barcos da organização perderam várias bandeiras devido à pressão do Japão. “Este ano navegamos com a bandeira da Alemanha e não há indicação de que vamos perdê-la, porque as autoridades alemãs garantem que não recebem ordens de Tóquio”, frisou.
Sobre as críticas à forma como o Sea Shepherd defende esta causa, Paul Watson declara “o que interessa é ter uma campanha eficaz, porque os clientes são as baleias”.
“Podem dizer o que quiserem, desde que resulte e não magoe ninguém. Nos últimos 30 anos nunca causou nenhum dano, um recorde que queremos manter”, concluiu.
Sea Shepherd é uma organização internacional sem fins lucrativos que se dedica à preservação da fauna marinha, com o objetivo de acabar com a destruição de habitats e abate de animais selvagens em oceanos do mundo, lutando pela conservação e protecção dos ecossistemas e espécies.
É conhecida por recorrer a táticas inovadoras de ação direta de investigar, documentar, agindo para expor e confrontar as atividades ilegais no mar alto.

Fonte: Anda

Leona Lewis é eleita a vegetariana mais sexy


A cantora Leona Lewis foi eleita a vegetariana mais sexy do mundo pela ONG Peta (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais).

Leona, que no ano passado já tinha levado o título, é vegetariana desde os 12 anos e luta contra o uso de pele de animais em roupas e acessórios.

O ator Scott Maslen, que é vegetariano desde os 18 anos, foi eleito o homem mais sexy.

Fonte: Terra

Victoria Beckham agora é alvo do PETA

O próximo alvo do PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), organização que luta por direitos animais pelo globo, é a fashionista Victoria Beckham. O motivo é justamente a mania de Victoria por Birkins, bolsa da Hermès em couro ou pele de crocodilo que tem até lista de espera para compra.

A organização prometeu enviar à senhora Beckham um documentário que “mostra como crocodilos apanham até a morte e como cobras têm sua pele arrancada, ainda vivas”.



Falta de informação: um grande problema para o bem-estar das baleias

Nessa segunda-feira, na 61ª Reunião Anual da Comissão Internacional da Baleia (CIB), 85 países-membros se reuniram para discutir questões de bem-estar de baleias caçadas.

Como em anos anteriores, diversos países expressaram seu desapontamento com o fato de que os países que praticam a caça de baleias não estão disponibilizando informações suficientes.

Claire Bass, Gerente do Programa de Mamíferos Marinhos da Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA), disse: "Os países que caçam baleias estão tentando manter o bem-estar animal fora da agenda ao não fornecer informações. Parece que eles não querem compartilhar tudo o que acontece no mar e acreditam que uma postura "o que olhos não veem, coração não sente" é a melhor maneira de esconder essa prática cruel da crítica internacional".

A Comissão também constatou que, no ano passado, o Japão caçou 1.004 baleias dentro da permissão para caça científica. Como cerca de um quarto dessas baleias era de fêmeas grávidas, ocasionando uma perda de 251 fetos, o número real de mortes é de 1.255 baleias.

CIB é solicitada a rejeitar o pedido da Groenlândia por 10 baleias jubarte

A WSPA se juntou a 20 ONGs para pedir aos membros da Comissão Internacional da Baleia para rejeitar o pedido da Groenlândia por uma quota de 10 baleias jubarte.

Dinamarca, atuando em nome da Groenlândia, apresentou pela segunda vez o pedido para aumentar sua quota de caça aborígene de subsistência (Aboriginal Subsistence Whaling – ASW), depois de o pedido ter sido negado na reunião do ano passado (nota 1).

O pedido foi visto de forma negativa por ONGs e Comissários de diversos países que se opuseram ao pedido devido ao fato de a Groenlândia ter fracassado em demonstrar a necessidade de mais produtos derivados de baleia para sua subsistência.

Uma investigação secreta na Groenlândia, levada a cabo pela WSPA em 2008, revelou que baleias das chamadas “caças de subsistência” estavam sendo processadas numa fábrica de Maniitsoq e vendidas comercialmente em mais de 100 supermercados do país (nota 2).

"Nossa investigação no ano passado provou que quase 25% da caça de baleias na Groenlândia são de natureza comercial, e tudo indica que nada mudou desde então. A CIB precisa negar esse pedido por mais baleias e mantê-las fora das prateleiras dos supermercados da Groenlândia", disse Claire Bass.

Novas evidências apresentadas este ano ao Comitê Científico da CIB também sugerem que a quota atual da Groenlândia de 233 grandes baleias deve render mais carne do que o país alega: algumas baleias minke de 8 toneladas renderam oficialmente 100 quilos de carne. Além disso, ao calcular sua necessidade de subsistência, a Groenlândia não leva em conta as mais de 300 toneladas e carne e gordura provenientes de pequenas caças de cetáceos. Esses fatos enfraquecem ainda mais os pedidos daquele país quanto à “necessidade” de mais carne de baleia.

“A Groenlândia tem dizimado populações de pequenas baleias e golfinhos, tais como narwhal e beluga, causando grande sofrimento para pelo menos 4.000 desses animais a cada ano. Acrescentar baleias jubarte à longa lista deles é desnecessário e inaceitável”, concluiu Bass. Notas:

1: Na 60a Reuião da CIB, em 2008, a Groenlândia pediu uma quota de 10 baleias jubarte. O pedido foi recusado por 36 votos contra e 29 a favor, com 2 abstenções e muitos países preocupados com a falta de necessidade por tais produtos.

2: “Exploding Myths”, um relatório produzido pela WSPA em 2008, apresenta provas registradas numa investigação secreta que demonstram a natureza comercial de cerca de um quarto das atuais caças da Groenlândia: http://www.wspa-international.org/Images/ExplodingMyths_tcm25-3402.pdf

Para mais informações, entre em contato com Bernardo Torrico: 21 3820 8215 / 21 8306 0712 / btorrico@wspabr.org A Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA) é a maior federação de organizações de bem-estar animal do mundo, representando mais de 1.000 afiliadas em 156 países. Através de trabalhos de campo, campanhas, trabalho legislativo, educação e programas de treinamento, a WSPA luta para criar um mundo onde o bem-estar animal importe e os maus tratos contra os animais tenham fim.

Fonte: 360 graus

terça-feira, 23 de junho de 2009

PELO FIM DO CONFINAMENTO INTENSIVO ANIMAL


Os sistemas de produção da criação industrial de animais são estressantes e superlotados, fazendo que cerca de 80 milhões de galinhas poedeiras e 1.5 milhões de porcas sofram maus-tratos rotineiros, somente no Brasil. Esses animais são conhecidos como animais de produção, sua criação é única e exclusivamente voltada para a produção industrial de alimentos.

As galinhas poedeiras são alojadas em gaiolas de arame, superlotadas, em um sistema conhecido como gaiolas em bateria, onde não conseguem esticar as asas, andar ou realizar outros comportamentos naturais. Porcas prenhes são mantidas em baias individuais de metal, chamadas de ‘celas de gestação’, tão pequenas e estreitas que não permitem sequer que se virem. Outros animais também sofrem em sistemas semelhantes.

A Campanha pelo Fim do Confinamento Intensivo Animal, desenvolvida em parceria entre a ARCA Brasil e a HSI, busca melhorar o bem-estar dos animais mantidos em sistemas de confinamento intensivo em escala industrial em nosso país, como o caso das galinhas poedeiras e as porcas reprodutoras.

A HSI e a ARCA Brasil estão contatando os produtores de ovos e de suínos, além de representantes do setor varejista, pedindo-lhes que adotem e implementem padrões mais elevados de bem-estar animal. Como consumidor consciente, sua ajuda é fundamental.

O que você pode fazer?

Pratique uma alimentação consciente
Saiba mais sobre este assunto (www.confinamentoanimal.org.br)
Participe da nossa comunidade orkut - Ajude os animais com HSI/ ARCA (http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=85270505)

http://www.hsi.org/brasilconfinamento

Para dúvidas ou maiores informações, entre em contato com Maria Cristina Yunes, Gerente de Campanha: mcyunes@hotmail.com

ONG`s apelam no Funchal ao fim da caça à baleia por parte do Japão, Dinamarca e Islândia

Funchal, 22 Jun (Lusa) -- Organizações ecologistas internacionais protestaram hoje contra os programas de caça à baleia do Japão, Dinamarca e Islândia, à margem da 61/0 reunião plenária da Comissão Baleira Internacional (CIB), que decorre no Funchal até sexta-feira.

"Não nos mintam, parem com a chacina das baleias" é a mensagem inscrita no cartaz da Sea Shepherd Conservation Society, em protesto contra a capturas de baleias por parte do Japão ao abrigo de alegadas campanhas científicas.

"Estamos, aqui, para denunciar as mentiras do Japão e prosseguiremos o nosso protesto até ao final do encontro", referiu à Lusa um dos quatro manifestantes que se encontravam na entrada de acesso ao complexo hoteleiro onde decorre a CIB.

Fonte: RTP Portugal

Filhote de golfinho morre após ser resgatado em praia de PE

Um filhote de golfinho-rotador (Stenella longirostris) morreu após ter sido resgatado quase sem forças para nadar na praia de Serrambi, município de Ipojuca, a 70 km do Recife (PE). Um pescador e fiscais do Ibama-PE ainda se revezaram durante 4 horas para segurar o animal dentro d'água em uma tentativa de mantê-lo vivo até a chegada da equipe de remoção.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ibama-PE, o cetáceo morreu na chegada ao Centro de Mamíferos Aquáticos, em Itamaracá. Há suspeitas de que a causa tenha sido provocada pela pesca com explosivos. Conforme os fiscais, o golfinho estava atordoado e não conseguia se manter na superfície.

Integrantes do Instituto Chico Mendes de Conservação também participaram do resgate. O chefe da fiscalização do Ibama-PE, Leslie Tavares, informou que pescadores locais deram o alerta sobre a situação do animal.

O Ibama-PE informa que a pesca com explosivos é altamente prejudicial à vida marinha, além de ser uma atividade desleal com os próprios pescadores. Cada explosão é capaz de matar espécimes de todos os tamanhos em um raio de até 200 m, diminuindo os estoques e inviabilizando a sustentabilidade da pesca.

Fonte: Notícias Terra

Greenpeace defende fim de programas de caça à baleia

A organização ecologista Greenpeace criticou hoje a ineficácia da Comissão Baleeira Internacional (CBI) na gestão das populações de cetáceos e defendeu a suspensão de todos os programas de caça até ser alcançado um acordo.

Numa declaração para marcar a 61ª reunião plenária da CIB que decorre a partir de hoje até 26 de Junho no Funchal, a Greenpeace sustentou que «a CIB nunca foi bem sucedida na gestão das populações de baleias».

«Mesmo em benefício da indústria baleeira, as suas tentativas ficaram marcadas pelo falhanço dos planos de conservação e conduziram a uma redução considerável das populações e espécies», afirmou.

Salienta que se não forem adoptadas medidas para reduzir drasticamente ou acabar com os incidentes com as baleias e redes de pesca, «a actual captura da baleia cinzenta ocidental vai levar à extinção desta espécie durante este século».

Nesta declaração, a Greenpeace aponta que este tipo de actuação «continua a impedir a recuperação das populações da baleia-franca-do-Atlântico Norte», acrescentando que a espécie vaquita continua gravemente ameaçada e, há dois anos, a beluga foi declarada extinta.

Fonte: Diário Digital

Treze suspeitos de organizarem rinhas de galo são presos em Montes Claros

Treze suspeitos de organizarem rinhas de galo foram presos em flagrante nono bairro Morada do Sol, em Montes Claros, no Norte de Minas. De acordo com a Polícia Militar, foi feita uma denúncia anônima a respeito das brigas.

Quando viaturas chegaram no local, os suspeitos foram surpreendidos em flagrante e tentaram fugir pelos fundos da casa em direção a um rio, segundo a PM. Eles foram cercados e na casa a PM encontrou uma arena com tela de nylon, quatro grades de arame, quatro carregadores de pano, luvas para serem afixadas nos esporões dos animais, duas biqueiras e nove galos.

Os suspeitos teriam alegado à PM que treinavam os animais no local e os levavam para disputar torneios na Bahia e em outros estados. Os envolvidos e o material apreendido foram levados para a delegacia da região, onde a ocorrência foi encerrada. A prisão dos suspeitos aconteceu no último domingo.

Fonte: O Tempo

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Inri Cristo fala sobre sua alimentação, vegetarianismo na bíblia e o que come diariamente


Inri Cristo pode ser considerado uma celebridade nos dias de hoje. Frequentador assíduo de programas da TV brasileira, ele diz ter "ouvido uma voz" em setembro de 1979, revelando que ele seria o mesmo Cristo que foi crucificado há dois mil anos.

Nascido em 22 de março de 1948 na cidade de Indaial, interior do estado de Santa Catarina, Inri diz obedecer "uma voz forte e poderosa que fala dentro de sua cabeça". Na adolescência trabalhou como verdureiro, padeiro e até garçom. No ano de 1976 Inri virou vegetariano. Já peregrinou por 27 países incluindo Inglaterra, França, Chile, entre outros.

Atualmente ele vive em Brasília e conta com a ajuda de seus discípulos, pessoas que cuidam de sua alimentação, cuidam de sua moradia e estão sempre acompanhando-o por onde quer que ele vá.

Nesta entrevista ao site Vida Vegetariana ele fala sobre como é sua alimentação no dia-a-dia, partes da bíblia que citam o vegetarianismo e até o que não pode faltar na geladeira dele. Leia na íntegra.

Vida Vegetariana: Desde quando Inri Cristo é vegetariano?Inri Cristo: Desde 1976, aos 28 anos, quando INRI CRISTO ainda vivia como profeta de um DEUS desconhecido, antes da revelação de sua identidade em Santiago do Chile, em setembro de 1979.

Por que Ele é vegetariano? Por quais motivos?
INRI CRISTO é vegetariano principalmente por motivos místicos, espirituais. A nova etapa da evolução espiritual do homem requer necessariamente que se abstenha a ingestão de cadáveres dos irmãos menores, integrantes da ecologia. E também por motivos de saúde, pois toda a ansiedade, os hormônios, os antibióticos, enfim, as substâncias nocivas presentes na carne do animal por ocasião do abate se transferem inevitavelmente para o organismo de quem o consome, causando inúmeros malefícios.

Inri consome alimentos de origem animal como ovos, leite, queijo?
INRI consome ovos, todavia não consome laticínios. INRI ingere leite de soja e aprecia o tofu, que é o queijo de soja.

Inri considera ter uma boa qualidade de vida graças a dieta vegetariana?
A dieta vegetariana equilibrada é o primeiro passo, pois para se ter qualidade de vida é necessário ingerir vida, e não a morte dos seres vivos.

Inri acredita que o Pai dele também era vegetariano?
O PAI de INRI, que também é nosso PAI, o CRIADOR Supremo, já desde o princípio da criação nos deixou as ervas, frutas e sementes para que nos servissem de alimento (Gênesis c.1 v.29). Se Ele tivesse um corpo físico, certamente seria vegetariano. Porém, instrui seus filhos a serem vegetarianos a fim de estar em simbiose com Ele, em harmonia com a natureza.

Ele sabe de alguma menção a respeito do vegetarianismo na Bíblia?
Em Gênesis c.1 v.29, o CRIADOR disse ao Primogênito Adão: “Eis que vos dei todas as ervas, que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que encerram em si mesmas a semente do seu gênero, para que vos sirvam de alimento”. E também em Isaías c.66 v.3, está escrito: “Aquele que mata um boi, é como o que mata um homem”. Logo, o que come a carne do boi é como o que come a carne do homem. Nesses dois versículos bíblicos está bem claro que ingerir cadáveres dos irmãos menores desagrada ao ALTÍSSIMO. De acordo com o texto bíblico, por ocasião do dilúvio o CRIADOR temporariamente autorizara Noé a se alimentar das carnes dos animais presentes na arca devido à óbvia escassez de alimento natural (Gênesis c.9 v.3). Todavia os seres humanos, inclinando-se aos instintos bestiais que ainda lhe eram inerentes, acostumaram-se a esse hábito e o perpetuaram, transformando-o num vício que perdura até os dias atuais.

Todos os discípulos de Inri também são vegetarianos?
O discípulo é aquele que segue a disciplina do Mestre, portanto todos os discípulos de INRI CRISTO também são vegetarianos.

Quem prepara a comida de Inri?
As discípulas de INRI incumbidas desta missão.

Os alimentos são plantados numa horta particular ou comprados?
Nós temos uma horta, onde cultivamos os alimentos que consumimos. Mas os que não conseguimos produzir, compramos no mercado (a exemplo da castanha-do-pará, frutas não regionais, cereais etc.).

Qual o prato preferido de Inri?
Patê de alho, que consiste em: alho e salsinha esmagados, sal, limão, azeite de oliva e levedo.

E qual o comida Ele não come de jeito nenhum?
Legumes enlatados, alimentos com excessivo teor de corantes e conservantes.

O que não pode faltar na geladeira de Inri?
Frutas e verduras.

Qual é a bebida preferida de Inri?
Depois da água, que é a bebida principal do planeta Terra, INRI aprecia um bom vinho, acompanhante inseparável do patê de alho.


Comente um pouco sobre as refeições de Inri: o que ele ingere geralmente no café da manhã, almoço e jantar.
Basicamente, as refeições de INRI CRISTO são assim distribuídas:

Desjejum:

- 1 banana;
- suco de laranja batido no liquidificador com um pedaço de beterraba, um pedaço de cenoura e meia maçã;
- 1 pedaço de abacate e
- 1 fruta da época.

Intervalo entre desjejum e almoço:
- leite de soja com cacau em pó, adoçado com mel.

Almoço:
- um sanduíche natural, contendo pasta de missô com gengibre e gergelim, rodelas de cebola, brócolis picadinho (depois de passar por uma leve fervura), e castanha-do-pará moída.
- uma caneca de caldo de feijão, temperado com sal e pimenta-de-cheiro.

Jantar:
- patê de alho acompanhado de vinho.

Qual a idade atual de Inri Cristo?
Atualmente INRI CRISTO está com 61 anos, 40 anos de vida pública, 30 que teve a revelação de sua identidade em Santiago do Chile e 3 anos que está em Brasília (Nova Jerusalém do Apocalipse c.21).

Retirado do site Vida Vegetariana.

Quer adotar um animal, mas não se sente totalmente preparado. Questione-se

Perguntas Antes de Adotar

1. Tenho certeza de que não estou adotando por impulso, só porque o animal ainda é filhote, porque quero ter a raça da moda e/ou porque meu filho (a) insistiu pra ganhar um?

2. Estou disposto a educá-lo, mesmo que ele não aprenda da 1ª vez, tendo paciência e respeitando seus limites, instintos e necessidades?

3. Um cão/gato pode viver aproximadamente 15 anos. Irei cuidar bem dele até seu último dia de vida?

4. Nunca passarei sua guarda para outra pessoa?

5. Sei q/ o animal late/mia, corre, pula nas pessoas, morde objetos, faz coco/xixi, solta pêlo e fica doente precisando de cuidados?

6. Posso arcar com os custos extras: ração, vermifugação, vacinação e assistência veterinária?

7. O tamanho e raça do animal é adequado para a minha situação de vida (apart., quintal, crianças, idosos...)?

8. Estou levando um cão de acordo com meu temperamento? Existem cães “rabugentos”, que não gostam de brincar, apesar de adorar um carinho; outros são hiperativos e o dono precisa ter a mesma energia...

9. Costumo dar festas em casa? Se sim, tenho local adequado para deixar o animal, sabendo que ele pode se assustar e se estressar com o movimento, ser maltratado pelos convidados, e que a audição de cães é muito sensível, não suportando som alto, podendo causar distúrbios mentais, dor e lesões no aparelho auditivo?

10. Alguém da minha família apresenta sinais de alergia a pêlos de animais?

11. Se já tenho outro animal em casa, há espaço para prevenir uma briga territorial?

12. Se viajar, terei com quem deixar o animal, já que não posso simplesmente me “desfazer” dele ou deixá-lo sozinho?

13. Na minha casa, se alugada, o proprietário permite animais (se for prédio, o condomínio permite animais)? Caso mude de residência poderei levar o animal, mesmo que resolva ir para um apartamento ou vila?

14. Todos os moradores da casa respeitam animais e aceitaram a adoção sem problemas e restrições?

15. O quintal é cercado, não permitindo que o animal saia para rua? E poderá ficar solto no quintal, nunca preso 24h/dia em corrente ou cubículos?

16. No caso de alguém da família vir a engravidar, o animal continuará sendo tratado da mesma maneira?

17. O animal será imediatamente esterilizado (castrado) para evitar crias indesejadas, o aumento do contingente de animais na cidade, doenças hormonais e DSTs? Caso ainda não seja castrado, tenho infra-estrutura para manter machos e fêmeas separados?

18. Se morar em apartamento, tenho janelas e sacadas teladas? (muito importante!)

19. Não terei que deixá-lo sozinho por longo período durante o dia? Ou pelo menos o animal possuirá companhia durante o dia, seja de um humano ou de outro animal (cão ou gato)?

20. Não estou querendo apenas um cão-de-guarda?

21. Estou disposto a lhe dar banho periodicamente, limpar cocô e xixi sempre que necessário, levá-lo para passear, lhe dar comida nos horários certos, tratá-lo quando doente e lhe dispensar atenção e carinho?

22. Se tiver criança em casa, me responsabilizarei a ensiná-la que o animal não é um brinquedo, que sente dor e deve ser respeitado, evitando que ambos se machuquem?

23. Terei paciência no período de adaptação do animal ao novo ambiente, sabendo que ele poderá latir e chorar durante a noite, se mostrar arredio, necessitando atenção especial, principalmente os filhotes?

24. Continuarei o amando e respeitando quando ele estiver velho, com doença crônica e/ou deficiência mental/física?

25. Tenho certeza de que não há nenhum tipo de veneno guardado em casa, e não utilizarei desses produtos? Ex: chumbinho.

26. Eu sou uma pessoa responsável, que gosta de animais, e acima de tudo, os respeita como e protege?

Se você respondeu cada pergunta com sinceridade, tendo em vista que as respostas certas são deduzidas pelo simples senso, parabéns, você está apto para adotar um anjo especial!

Fonte: ULA!

Por que se tornar Vegetariano?

Razões Religiosas:
As motivações religiosas são, muitas vezes, revestidas de grande complexidade. Budistas, Hindus, Cristãos Rosacruzes e Adventistas do Sétimo Dia são tipicamente conotados com o vegetarianismo, mas as motivações não são necessariamente imposições religiosas (isto é, comer carne não é necessariamente visto como um pecado, por exemplo).

Muitos budistas preferem a dieta vegetariana porque defendem a não-violência, o que é, portanto, uma motivação ética. Muitos adventistas escolhem e aconselham a dieta vegetariana porque a vêem como mais saudável e, portanto, vantajosa para o corpo terreno - o que é, conseqüentemente, uma motivação de saúde.

22 Motivos para se tornar Vegetariano:
1 - Evitar carne é um dos melhores e mais simples caminhos para cortar a ingestão de gorduras. A criação moderna de animais provoca artificialmente a engorda para obter mais lucros. Ingerir gordura animal aumenta suas chances de ter um ataque cardíaco ou desenvolver câncer.

2- A cada minuto todos os dias da semana, milhares de animais são assassinados em abatedouros. Muitos sangram vivos até morrer. Dor e sofrimento são comuns. Só nos EUA, 500.000 (meio milhão) de animais são mortos a cada hora!

3- Há milhões de casos de envenenamento por comida relatados a cada ano. A vasta maioria é causada pela ingestão de carne.

4- A carne não contém absolutamente nada de proteínas, vitaminas ou minerais que o corpo humano não possa obter perfeitamente de uma dieta vegetariana.

5- Os países africanos - onde milhões morrem de fome - exportam grãos para o primeiro mundo para engordar animais que vão parar na mesa de jantar das nações ricas.

6- "Carne" pode incluir rabo, cabeça, pés, reto e a coluna vertebral de um animal.

7- Uma salsicha pode conter pedaços de intestino. Como alguém pode estar certo que os intestinos estavam vazios quando utilizados? Você realmente quer comer o conteúdo do intestino de um porco?

8- Se comêssemos as plantas que cultivamos ao invés de alimentar animais para corte, o déficit mundial de alimentos desapareceria da noite para o dia. Lembre-se que 100 acres de terra produz carne suficiente para 20 pessoas, grãos suficientes para alimentar 240 pessoas!

9- Todos os dias dezenas de milhões de pintinhos de apenas 1 dia de vida são mortos apenas por que não podem botar ovos. Não há regras para determinar como ocorre a matança. Alguns são moídos vivos ou sufocados até a morte. Muitos são utilizados como fertilizantes ou como ração para alimentar outros animais.

10- Os animais que morrem para a sua mesa de jantar morrem sozinhos, em pânico e terror, em profunda depressão e em meio a grande dor. A matança é impiedosa e desumana.

11- O vegetarianismo é a tendência que mais cresce no mundo desenvolvido. É inteligente, elegante, moderno, saudável, diversificado, delicioso, viável, ético, econômico, sustentável e livre de crueldade.

12- Metade das florestas tropicais do mundo foram destruídas para fazer pasto, para criar gado, para fazer hambúrguer. Cerca de 1000 espécies são extintas por ano devido à destruição das florestas tropicais.

13- Todos os anos 400 toneladas de grãos alimentam animais de corte - assim os ricos do mundo podem comer carne. Ao mesmo tempo, 500 milhões de pessoas nos países pobres morrem de fome. A cada 6 segundos alguém morre de fome por que pessoas no Ocidente estão comendo carne. Cerca de 60 milhões de pessoas morrem de fome por ano. Todas essas vidas poderiam ser salvas, porque estas pessoas poderiam estar comendo os grãos usados para alimentar animais de corte se os norte-americanos comessem 10% a menos de carne.

14- As reservas de água fresca do mundo estão sendo contaminadas pela criação de gado de corte. E os produtores de carne são os maiores poluidores das águas. Se a indústria de carne no EUA não fosse subsidiada em seu enorme consumo de água pelo governo, alguns gramas de hambúrguer custariam US$ 35.

15- De acordo com a ONU, a pecuária é responsável pela emissão de 18% dos gases causadores do aquecimento global, sendo a maior responsável, à frente de todos os meios de transporte juntos! Os dois bilhões de bovinos do planeta emitem, graças à volatilização dos seus arrotos e gases intestinais, 12% do metano lançado globalmente na atmosfera.

16- Um vegetariano reduz um elo da cadeia alimentar, tornando-a mais eficiente e, consequentemente, reduzindo o impacto ambiental da sua alimentação. Para produzir 1 kg de carne bovina são gastos aproximadamente 15 mil litros de água (incluindo a rega das plantas, a higiene do animal, etc); para produzir 1kg de soja são gastos menos de 1300 litros de água, cerca de 10%.

17- Se você come carne, está consumindo hormônios que foram administrados aos animais. Ninguém sabe os efeitos que estes hormônios causam à saúde. Em alguns testes, um em cada 4 hambúrgueres contém hormônios de crescimento originalmente administrados ao gado.

18- As seguintes doenças são comuns em comedores de carne: anemias, apendicite, artrite, câncer de mama, câncer de cólon, câncer de próstata, prisão de ventre, diabetes, pedras na vesícula, gota, pressão alta, indigestão, obesidade, varizes. Vegetarianos há longo tempo visitam hospitais 22% menos que carnívoros e por pouco tempo. Vegetarianos têm 20% menos colesterol que carnívoros e isso reduz consideravelmente ataques cardíacos e câncer .

19- Alguns produtores usam calmantes para manter os animais calmos. Usam antibióticos para evitar ou combater infecções. Quando você come carne, está ingerindo estas drogas. Na América do Norte 55% de todos os antibióticos são dados a animais de corte, e a porcentagem de infecções por bactérias resistentes a penicilina avançou de 13% em 1960 para 91% em 1998.- Num período de vida um comedor de carne médio terá consumido 36 porcos, 36 ovelhas e 750 galinhas e perus. Você deseja tanta carnificina em sua consciência!?

20- Os animais sofrem dor e medo como nós. Passam as últimas horas de sua vida trancados em um caminhão, encerrados com centenas de outros animais, igualmente apavorados, e depois são empurrados para um corredor da morte ensopado de sangue. Quem come carne sustenta o modo como os animais são tratados.

21- Animais com um ano de vida são freqüentemente muito mais racionais - e capazes de pensamento lógico do que bebês humanos de 6 semanas. Porcos e ovelhas são muito mais inteligentes do que criancinhas. Comer esses animais é um ato bárbaro.

22- Vegetarianos são mais aptos fisicamente do que comedores de carne. Muitos dos mais bem-sucedidos atletas do mundo são vegetarianos.

Fonte: ULA!

sábado, 20 de junho de 2009

Imagens do protesto no bairro da liberdade 20/06 ATIVEG









Veja mais imagens clicando Aqui

Duas vacas são retiradas de um fosso em Avaré, SP

Acostumados a atuar em ocorrências de furtos e roubos de máquinas e implementos agrícolas, dois policiais do patrulhamento rural atuaram em uma situação bem diferente e não menos importante. Eles ajudaram a salvar a vida de duas vacas que estavam prestes a morrer atoladas num fosso próximo a um açude, em Avaré (120 quilômetros de Bauru), no interior do estado de São Paulo.
Era quase meio-dia, no último domingo, quando os soldados Scherer e Robbles patrulhavam pela estrada vicinal “Grama Roxa”, nas proximidades do bairro Dos Rochas, quando observaram um vulto, à margem da estrada.
Ao parar a viatura, eles verificaram que era uma vaca da raça nelore que estava atolada num buraco, próximo ao açude da propriedade. Os policiais desceram ao local e, ao se aproximarem do animal, notaram um barulho, num plano superior, ao lado da vala. Para a surpresa deles, tratava-se de uma segunda vaca que estava encoberta pelo lodo e lama do açude, estando somente com o focinho de fora.
Tendo em vista o peso dos animais, foi necessário a ajuda de um trator que puxou a corda presa aos chifres dos animais que foram salvos. Os policiais também contaram com a ajuda do campeiro da fazenda, Marcelo Fidêncio, para resgatar os animais.
De acordo com os policiais, a cerca da propriedade estava danificada, possivelmente pelos próprios animais – o que poderia expor a riscos desnecessários a quem se aproximasse do local, não observando o buraco. O encarregado da propriedade comprometeu-se em consertar a cerca para evitar novos acidentes.

Fonte: Anda

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Ativistas protestam em Paris contra as touradas

Militantes do Peta tomaram o Trocadero, próximo à Torre Eiffel.
Com pouca roupa e tingidos de falso sangue, eles pediram fim das corridas.

Ativistas do Peta (organização que defende o tratamento ético dos animais) fazem protesto contra as touradas nesta quinta-feira (18) no Trocadero, próximo á Torre Eiffel, em Paris.

Com pouca roupa e tingidos de falso sangue, os manifestantes 'cravaram' bandeirilhas em seus próprios corpos, em uma referência à crueldade com que são tratados os animais. Os cartazes diziam: 'Parem com as sangrentas touradas' e 'A verdade nua: a tourada é cruel'.

Fonte: G1

Gratinado de Legumes com Tofu Defumado (vegana)


Ingredientes

240 g tofu defumado
500 g de batata bolinha
1 cebola grande
1 maço de brócolis
2 colheres (sopa) de óleo (milho, soja, gergelim, girassol)
1 colher (chá) de páprica doce
1 pitada de pimenta do reino branca
3 pitadas de sal
1 colher (chá) de salsinha picada
Abobrinha italiana (opcional)
Tomate cereja (opcional)

Preparo

Lave bem a batata e cozinhe-a com a casca por 10 minutos (pode ser no vapor ou na água). Lave o brócolis, corte em pedaços e cozinhe por 5 minutos. Corte a cebola em pedaços grandes. Corte o Tofu defumado em cubinhos. Aqueça o óleo na frigideira e junte a cebola e o tofu defumado. Refogue em fogo alto por 2 minutos, mexendo de vez em quando. Junte a batata e os temperos, baixe o fogo e deixe refogar por 15 a 20 minutos, ou até a batata ficar dourada. Junte o brócolis e deixe refogar por mais 5 minutos. Sirva com tomate cereja ou uma salada de pimentão vermelho.

Dicas

- Depois de cozinhar a batata, escorra bem e permita que a água restante evapore.
- Para que a brócolis fique bem verde é preciso que ele entre por completo na água. Cozido no vapor ele perde a coloração. Por isto use de dois a três litros de água para um maço e só coloque o brócolis quando a água estiver fervendo.
- Prefira produtos orgânicos

Rendimento: 4 porções

Fonte: Cantinho Vegetariano

Bolinhas de tofu com cenoura


Ingredientes:

½ xícara de tofu
½ xícara de cenoura ralada
1 colher e 1/2 (sopa) de farinha de grão-de-bico
1 colher (chá) de noz-moscada
1/4 xícara de água
Muita salsinha fresca, picada
Sal e pimenta a gosto
½ xícara de farinha de rosca (pra empanar)

Preparo:

Misture bem todos os ingredientes numa tigela média. Faça bolinhas pequenas e passe na farinha de rosca. Leve à geladeira por meia-hora. Frite em óleo quente.

Esse é um petisco muito leve. Apesar de ser empanado e frito, na primeira mordida você vai perceber como o interior, feito com tofu e cenoura, é leve e desmancha na boca. Delicioso.

Renderam 15 bolinhas crocantes.

Fonte: Brazil Nut

Nova campanha da Peta ganha reforço de boate topless

A organização PETA (sigla, em inglês, para Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais), que realizou nesta quinta-feira, em frente à Torre Eifell, na capital francesa, contra as Touradas, um dos eventos mais populares da Espanha, lança mais uma campanha contra o uso de pele de animais que dará o que falar. A campanha, que em português será Preferimos fazer topless a vestir peles!, contará com o apoio de uma famosa boate de Nova York.

Seis garotas da casa de topless da Big Apple Ricks Cabaret estrelam a campanha. De acordo com o blog da Peta, as moças tiveram a oportunidade de ver vídeos que mostram as terríveis condições de coelhos na China e na França.

Em abril deste ano, defensores dos animais pediram permissão para fazer uma exposição de porcos nas arquibancadas do Congresso dos Estados Unidos com o objetivo de protestar contra os maus-tratos. No momento a Peta disse que "em um momento em que o mundo está preocupado com a gripe suína, estamos prontos para recriar a realidade da criação de porcos".

Fonte: Jornal Correio do Brasil

PETA presenteia Obama com dispositivo para capturar insetos

A ONG Peta, que defende os direitos humanos dos animais, disse nesta quinta-feira, dia 18, que presenteou o presidente Barack Obama com um cata-mosquito (dispositivo que captura insetos sem fazer mal a eles). A iniciativa se deu depois que o presidente, incomodado com uma mosca, a matou num golpe certeiro enquanto era entrevistado por John Harwood, da rede de TV CNB, na última quarta-feira.

“Isso não foi impressionante isso? Matei o bicho. Quer filmar? Está bem ali”, disse Obama após se livrar do zumbido.

A Peta, conhecida por suas campanhas ao redor do mundo, não apoiou a atitude do presidente, mas disse que não o condena pela atitude “instintiva”. “Todos nós sabemos que o ser humano geralmente não pensa antes de agir”. “Somos obrigados a dizer simplesmente que o presidente não é Buda”, diz disse Bruce Friedrich, porta-voz da ONG.

Ele completou: “Apoiamos a compaixão por todos os animais, inclusive pelos mais curiosos, pelos menores e pelos menos simpáticos”.

Fonte: Band

quinta-feira, 18 de junho de 2009

IFC anuncia corte de crédito ao frigorífico Bertin

O IFC (Corporação Financeira Internacional), braço financeiro do Banco Mundial para o setor privado, anunciou que vai descontinuar a parceria com a Bertin, que incluía um empréstimo de US$ 90 milhões para que a empresa frigorífica brasileira expandisse suas operações na Amazônia. O valor ainda pendente do financiamento, no valor de US$ 30 milhões, será cancelado. O anúncio veio duas semanas depois que o Greenpeace publicou o relatório A Farra do Boi na Amazônia”, que expôs como o empréstimo do IFC para a Bertin em Marabá teve conseqüências desastrosas, como o aumento do desmatamento na região.
O frigorífico Bertin é uma das empresas apontadas pelo Greenpeace como responsáveis pela compra de gado de fazendas envolvidas em desmatamento ilegal e de propriedades localizadas dentro da Terra Indígena Apyterewa, no Pará, e fornecendo os produtos derivados dos animais nos mercados brasileiro e internacional.

Fonte: Greenpeace

São Paulo ganha um novo VEGETHUS


Sabor e atitude já consagrados finalmente traduzidos em sua versão mais completa e aguardada:

O restaurante vegano mais antigo da cidade agora em sua região mais nobre!

COQUETEL DE INAUGURAÇÃO

Sábado, 20 de junho de 2009, 19h30

Entrada Franca


VEGETHUS Consolação

Rua Haddock Lobo, 187

200 metros do metrô Consolação

11 2306-2116

Visite o novo site:

www.vegethus.com.br

BAZAR VEGANO DE INVERNO

Baixista do Green Day cria "tênis vegetariano"




Mike Dirnt escolheu design de calçado sem elementos animais

O baixista do Green Day, Mike Dirnt, acaba de lançar um tênis criado por ele para a fábrica de calçados vegan Macbeth.

Batizado de 45 RPM Schubert, o tênis está à venda por US$ 79,99 (R$ 155) no website Journeys.com e, de acordo com a empresa, não contém nenhum elemento de origem animal.

Apesar de não ser vegetariano, Dirnt já foi nomeado "Vegetariano Mais Sexy" pela Peta2 (braço jovem da PETA) diversas vezes.

Fonte: IG Musica

Gol é condenada por maltratar animais durante voo

A companhia aérea Gol foi condenada a pagar R$8 mil de indenização por danos morais a uma passageira por maus tratos aos seus animais. A Primeira Turma Recursal do Rio de Janeiro manteve a sentença em primeira instância da juíza Isabela Lobão dos Santos, titular do 20º Juizado Especial Cível, da Ilha do Governador.

Cintia Leisgold viajou de São Paulo ao Rio de Janeiro com um gato e um cachorro. No momento do embarque, ela foi avisada de que o voo partiria de outro aeroporto e que os animais seriam transportados para o novo local junto com as bagagens. Na chegada ao Rio, percebeu que os animais estavam estressados, desidratados e com o batimento cardíaco acelerado.

Fonte: O Globo

Mais de 800 animais em situação de risco foram resgatados em Manaus este ano

Só este ano, 805 animais silvestres foram resgatados em situação de risco em Manaus. O número é 57% maior do que os resgates feitos em todo o ano de 2008. A cheia, o avanço das comunidades sobre áreas de mata e a conscientização da população, que tem acionado mais as autoridades, explicam o aumento. O resgate é feito pelo Refúgio Sauim Castanheiras, serviço de salvamento de animais silvestres em situação de risco mantido pela Prefeitura de Manaus desde 2004.

Os 805 animais foram capturados até o último dia 16. Primatas e répteis - cobras e jacarés - são maioria, entre eles o macaco sauim, típico da área, que empresta seu nome à reserva. Destes, 631 já foram devolvidos à natureza e 48 permanecem internados. Em 2008, 510 animais foram socorridos e 417 deles foram devolvidos à natureza.

Nesta terça, uma cobra sucuri e 142 tartarugas foram soltas na reserva de Tupé, no Amazonas. Foi a maior soltura de animais silvestres feita de uma única vez pelo Refúgio Sauim Castanheiras.

Os animais em situação de risco são levados para uma reserva de 90 hectares, localizada no distrito industrial da cidade. Ali, são tratados por veterinários e devolvidos à natureza.

A parceria com a Justiça ajuda na manutenção do local. Recentemente, foram compradas balança de pesagem dos bichos e uma Centrífuga Microhematócrito, para análise sanguínea e diagnóstico. O recurso foi obtido graças ao acordo firmado com uma empresa autuada pela Vara Especializada de Meio Ambiente por infração ambiental. A unidade já recebeu material hospitalar e instrumentos cirúrgicos graças a este mecanismo de punição judicial.

A sucuri, de 3 metros, foi achada pela própria equipe de resgate no trajeto para o aeroporto de Manaus. Os quelônios estavam sendo levados em um saco por dois homens. Ao perceber a presença da polícia, eles abandonaram os animais e fugiram.

Ao Portal Amazônia, o veterinário Jean Samonek afirmou que o refúgio tem tido um crescimento de atendimento da ordem de 30% por conta da cheia deste ano. Além disso, a população está mais consciente.

- Manaus é uma cidade que se estabeleceu no meio de uma floresta muito grande e o Refúgio Sauim Castanheiras tem uma importância fundamental.

- Nós fazemos o resgate dos animais que acabam perdendo os lugares em que vivem e os transportamos para outros locais - afirmou o ambientalista.

A área para onde os quelônios e a sucuri foram levados tem 11.973 hectares e é uma reserva de desenvolvimento sustentável. Os animais foram libertados em um igapó - área alagada próxima a um rio.

Fonte: O Globo

Alimentação vegetariana protege contra doenças de origem animal

O missionário da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Abílio Martins de Brito, assegurou hoje, quarta-feira, nesta cidade, que a alimentação vegetariana protege o homem de se contaminar com doenças de origem animal.

O missionário, de nacionalidade portuguesa, fez esta declaração à Angop, a margem do encerramento do "I Congresso de Obreiros Leigos da organização religiosa", realizada de 09 a 15 deste mês, nesta cidade.

Segundo Abílio de Brito, a mensagem sobre o vegetarianismo é uma luz que a igreja adventista do sétimo dia teve há mais de 100 anos, e que actualmente a ciência efectivamente confirma ser uma dieta saudável.

Questionado a respeito do equilíbrio que deve existir pelo facto de vir a faltar a proteína, Abílio de Brito disse não ser verdade tal afirmação, uma vez que o regime vegetariano é completo.

Para o missionário, as constantes notícias sobre doenças de origem animal, só vêm confirmar a vantagem existente na adopção deste regime, que acaba por ser consensual e mais prático.

Abílio de Brito sublinhou, por outro lado, que a adesão ao vegetarianismo é também uma atitude de respeito para com o meio ambiente, uma vez que os animais foram criados por Deus para o embelezamento da natureza e como companheiros do homem.

Fonte: Portal AngolaPress

CCZ entra com nova denúncia na Delegacia de Crimes Ambientais

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) encaminha esta semana uma nova denúncia de cão criado em condições inadequadas para o seu bem-estar à Delegacia de Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (Decat). O caso é semelhante ao caso dos cães da Rua Marechal Rondon, no centro da capital, que após denúncia do CCZ realizada há dois meses culminou com a apreensão dos animais.

Segundo a chefe do Serviço do Controle da Raiva e outras Zoonoses do CCZ, Iara Domingos, a nova denúncia tem sido vistoriada e acompanhada pelos técnicos do CCZ desde janeiro deste ano e o problema não foi sanado porque o proprietário se recusa a atender as orientações e recomendações do CCZ. "No local há um cão da raça rottweiler, sexo fêmea, mantida em um imóvel desocupado sem manutenção higiênico-sanitária, sem limpeza, cujo animal apresenta sinais clínicos da leishmaniose", contou Iara.

Durante as vistorias, os agentes epidemiológicos orientaram o proprietário a mudança do animal para um outro local em boas condições sanitárias, que não o exponha aos riscos de transmissão da leishmaniose oriunda de quintal em péssimas condições sanitárias e propensas a manutenção do vetor, o mosquito flebótomo. Além da necessidade de manter o animal socializado e em boas condições de alojamento para contribuir com o seu bem-estar.

Denúncias - Por mês, o CCZ recebe cerca de quarenta denúncias de maus-tratos a animais. Destas, duas acabam sendo encaminhadas à DECAT por não poderem ser resolvidas pelo órgão. "A população tem que ter o conhecimento que o Centro de Controle de Zoonoses tem uma formalidade administrativa a ser cumprida e em certos casos o alcance é somente da justiça", explicou Iara Domingos.

A diretora do CCZ, drª Júlia Maksoud Brazuna contou que no último caso de grande repercussão na mídia, o poder público já o acompanhava a dois anos e o proprietário dos animais sempre comparecia ao Centro e cumpria as orientações. "A denúncia chegou por meio dos vizinhos que reclamavam do mau cheiro e foi constatado no local condições insalubres de higiene, nós conseguimos localizar o dono dos animais através do cadastro imobiliário", disse a médica veterinária.

A partir deste ano, o caso se tornou reincidente e o CCZ começou a agir juntamente com a Delegacia e em abril entrou com a denúncia oficial. O desfecho do caso foi à apreensão dos animais pela Polícia, que foram encaminhados para uma entidade protetora dos animais conforme a Lei Federal nº 9790/99 até o término do processo. "O CCZ tem condições de receber muitos animais, mas no máximo por até uma semana", disse a médica veterinária Iara, explicando que os canis do CCZ possuem vinte e cinco metros quadrados e os animais que vão esperar por um período prolongado uma decisão judicial precisam de um espaço físico maior por animal, banhos de sol e sem restrição de mobilidade.

Fonte: Portal MS